Axónios Gastos - fibras condutoras ou prolongamentos de neurónios que se encontram já consumidos.

terça-feira, maio 31, 2005

Planète Tom Sawyer

A pedido de várias famílias, deixo aqui o link que, devido a razões técnicas, não consegui fazer no antepenúltimo post...
|| JMC - João Maria Condeixa, 18:11 || link || (3) Comentários |

segunda-feira, maio 30, 2005

to oui or not oui

Tal como era esperado, venceu o NON. E França, a meu ver, está de parabéns!
Mas o que era esperado por todos aqueles que em Portugal se encontram bem informados, talvez não fosse esperado por aqueles que aí andam mais distraídos. Digo isto porque se há vitória que hoje se deu, foi a da Europa. Finalmente, pessoas menos ligadas à política e em especial à política europeia, perceberam que vale a pena votar um caminho que seja aquele em que eles próprios acreditam e não naquele que lhes é apresentado pelo político profissional e que numa atitude desinteressada e pouco abonatória à classe política, se habituaram a "engolir" sem pestanejar. Estou certo que fenómenos como este aumentarão a afluência às urnas nas Europeias!
Vence a Europa por isso e vence a Europa por ter acontecido este resultado numa nação como a França! Muitos dos europeus tinham já sido dados como conformados, em relação ao poder que a Alemanha e a França detêm comparativamente aos restantes países. Essas pessoas, estou certo, vêem agora o futuro mais risonho, mais competitivo, onde poderá existir uma verdadeira integração de igual para igual!
No entanto, convém salvaguardar a Europa daqueles que regozijam com esta vitória, mas que na verdade têm um projecto ainda pior, um projecto de uma Europa velha e pecando em competitividade! Por favor, nas mãos desses também não...
|| JMC - João Maria Condeixa, 02:08 || link || (0) Comentários |

domingo, maio 29, 2005

À espera que o vento mude...

Através do NQDI tomei conhecimento desta pérola. Realmente, é Giscard d'Estaign com o referendo europeu e a esquerda portuguesa com o referendo ao aborto...
Portugueses preparem-se, vai ser votar até cair p'ró lado!...deles, é claro!
|| JMC - João Maria Condeixa, 17:04 || link || (1) Comentários |

sexta-feira, maio 27, 2005

Jaquinzinhos com dois anos

Jaquinzinhos com dois anos têm tendência a ser carapaus...ainda assim, persiste e bem, este nome da blogosfera portuguesa! Muitos Parabéns.
|| JMC - João Maria Condeixa, 22:02 || link || (0) Comentários |

Axónios Gastos há muito...


Marcou uma geração e eu só agora descobri o site "oficial"....é uma vergonha, não me perdoo!
Falo do Planeta Tom Sawyer e do respectivo herói "infantil"...
Quem não se lembra da imagem que aqui deixo?
Velhos tempos em que boas séries animadas educavam e estimulavam os mais novos a descobrir grandes obras literárias...
Já agora vejam também a música. Não encontrei em português, mas esta versão de nuestros hermanos também não fica mal e sempre nos relembra a nossa do, "tu andas sempre descalço Tom Sawyer, junto ao rio a passear..." .
Foi em 1982, que se estreou em Portugal

|| JMC - João Maria Condeixa, 20:25 || link || (3) Comentários |

Tabaco via menos verde

"tabaco & Saúde. Até 2009, o preço do maço de tabaco serão agravados em 15% ao ano...As verbas conseguidas com estes acréscimos de 15% anuais no tabaco, uma espécie de nova taxa, serão canalizadas para a cobertura do défice do Serviço Nacional de Saúde (SNS)".
E para aqueles que perguntam porque não constesto este aumento, reparem:
O tabaco pode ser considerado como uma externalidade negativa, uma falha de mercado. Para se compreender melhor, equiparemos o tabaco à poluição. Quem polui, tem de pagar os custos implicados na degradação do ambiente. Ora quem mais polui, mais paga!
Neste caso, quem mais fuma, mais paga para a melhoria da saúde dos outros...É simples, não me oponho!
Já a notícia do post abaixo, soa-me a falta de coragem política e ilusão legislativa!
|| JMC - João Maria Condeixa, 19:02 || link || (0) Comentários |

Combustíveis Via verde


"Uma pequena parte da subida de preços dos combustíveis vai passar a financiar as auto-estradas sem portagens (Scut)...Para pagar as Scut, o Governo vai aumentar em 2,5 cêntimos o preço por litro dos combustíveis - gasolina e gasóleo. O aumento será feito em cada um dos próximos três anos, à margem do aumento normal que acompanha a inflação e a oscilação do preço do petróleo."
Espectáculo, não existem portagens nas Scuts existem portagens nos combustíveis! E ainda por cima não suficientes para cobrir os custos das Scuts...
Agora sim, a via verde nas áreas de serviço faz todo o sentido!
Eu que não me apetece ou não tenho tempo disponível para ir ao Algarve, passo a pagar diariamente uma travessia na Via do Infante! E sem apanhar o que seja de sol algarvio...
Curiosidade: Quantas autarquias são do PS em solo algarvio?
|| JMC - João Maria Condeixa, 18:38 || link || (0) Comentários |

quarta-feira, maio 25, 2005

Inversamente proporcionais

Aparentemente, nos dias que correm, se pararmos um pouco para analisarmos a nossa sociedade, as nossas gentes e o modo como interagem, poderemos incorrer na falácia de julgarmos alguns dos seus aspectos como inversamente proporcionais.
É falacioso, é falso, é errado, porque não só estaremos a generalizar, como estaremos também certamente, a perspectivar o tema de um só prisma.
Ainda assim, pensemos dessa referida forma, apliquemo-lo, por exemplo, às acções de solidariedade e ao voluntariado e descubramos como poderemos errar em determinadas situações, mas acertar em cheio noutras.
Se imaginarmos um país extremamente desenvolvido, com boas fundações económicas, onde a riqueza é eficientemente bem distribuída e onde não existem assimetrias de qualquer género, poderemos arriscar pensar que não só estaremos a sonhar, como possivelmente nesse país o voluntariado e programas de solidariedade não serão significativos. No fundo poderemos inicialmente pensar que riqueza, desenvolvimento e existência de simetrias, poderão ser inversamente proporcionais a esse tipo de acções humanitárias, mas não mais estaremos a cometer, senão um crasso erro. É que o hábito desse género de países, é justamente primarem por iniciativas de voluntariado. Será provavelmente derivado da pesada consciência egoísta que os assola diariamente, mas se nós, Portugueses, conseguíssemos conciliar o positivo que daí advém, com a nossa fraternidade e companheirismo característico, seria um passo gigantesco no sentido da melhoria do nosso bem estar.
Mas continuemos na teoria do inversamente proporcionais...
Se já vimos um erro que se pode cometer, tentemos agora acertar na “mouche”. É tão simples quanto isto:
Pela experiência que guardo de determinadas acções de voluntariado, sinto que em Portugal, existe uma relação inversamente proporcional, entre o nível económico das pessoas e a facilidade em contribuir para benefício dos mais necessitados. É que já por várias vezes vi, que quem mais carências parecia ter, mais gosto, facilidade e orgulho tinha em dar o pouco do seu aos outros!
Inversamente proporcional é também a relação que existe entre os voluntários que se dedicam de alma e coração às acções do tipo que aqui hoje abordamos. Quem tem mais tempo, é quem menos se disponibiliza. É que ao contrário do que poderíamos ser levados a pensar, são justamente os mais ocupados, aqueles que tem um horário mais preenchido e aqueles que mais adiantados vão no caminho da vida, que maior dedicação e disponibilidade transmitem. São os mais velhos e os trabalhadores incansáveis, quem consegue sempre desenrascar o pouco tempo e forças que têm, para ajudar a quem mais precisa. A esses o meu reconhecimento e agradecimentos...
Felizmente digo isto sincera e alegremente, mas guardo alguma mágoa, pois vejo a minha geração cheia de ganas e potencialidades para viver, mas a desperdiçar muitas vezes tempo e saúde numa vida de um autismo perverso. Esse sim, é um problema sério e difícil de resolver, que nos enfraquece enquanto civilização e para o qual o “alimento” tende a escassear embora as alternativas estejam tão próximas.
Finalizando, gostaria apenas de transmitir que esta visão tão crítica, assume que é demasiado cinzenta e passível de pecar em parcialidade, quer por generalizar, quer por obedecer a uma espécie de coeteris paribus (tudo o mais constante), mas que ainda assim em nada prejudica que nos debrucemos e façamos uma pequena introspecção para um futuro melhor...e que esse futuro seja próximo!

João Maria Condeixa in Notícias Alentejo
|| JMC - João Maria Condeixa, 14:04 || link || (2) Comentários |

Der Untergang

Não perca... hoje... perto de si!
A história de um homem, frágil, com tendência a enervar-se efervescivamente, que tentará a todo o custo passar a imagem de comando de um país...
No bolso um plano! Um plano que já outros em muitos aspectos tinham tentado tomar e que ele tinha, à data, condenado. Um plano que fizera amaranhar pelas paredes toda uma esquerda...toda uma comunicação social....todo um país!
Um plano que se prometia tecnológico e que se mostra fiscal...um plano , agora dito como, inevitável!
Será que esse plano lhe salvará a vida? Será que adormecerá o monstro que o Banco de Portugal avistou? Será que está nas faculdades dos “heróis” socialistas combaterem tal criatura? Resistirá o grupo recém-eleito ao fausto inquérito da oposição e dos portugueses?
Estas e outras respostas....hoje...a partir das três!
|| JMC - João Maria Condeixa, 13:15 || link || (0) Comentários |

domingo, maio 22, 2005

Inversamente proporcionais

É este o título da minha última crónica no Notícias Alentejo.
Uma pequena reflexão sobre solidariedade e acções de voluntariado...
|| JMC - João Maria Condeixa, 20:24 || link || (0) Comentários |

Picadeiro real

Faz hoje cem anos o museu nacional dos coches, que tanto quanto dizem é dos mais visitados do país e o mais visitado de Lisboa. Eu apenas posso dizer que tanto o espólio como o edifício são de uma riqueza exuberante. Ainda assim, há uma hipótese já adiantada há longos anos e que eu não vejo com maus olhos:
Transformar o picadeiro real, na casa da Escola Portuguesa de Arte Equestre. À luz do que se passa em Viena de Áustria e na Real Escola de Arte Equestre da Andaluzia, poderíamos explorar eficientemente tal potencial turístico.
No fundo arranjando alternativa de igual esplendor para o Museu dos Coches, conseguiríamos manter viva duas grandes montras de Portugal passado.
Que se traga então a vida ao Picadeiro real e se arranje em simultâneo um espaço digno de albergar tão ricos coches!
|| JMC - João Maria Condeixa, 16:23 || link || (2) Comentários |

Ao menino Geraldo uma salva de palmas

Muitos parabéns ao Geraldo Sem Pavor, blog conterrâneo do Axónios e que sem margem para dúvida, mostra toda a potencialidade dos Eborenses. Já são uma referência apenas com um ano de vida...keep it going!
|| JMC - João Maria Condeixa, 15:56 || link || (1) Comentários |

sexta-feira, maio 20, 2005

Curiosidades

É curioso....nos dias que correm esquecem-se os nomes próprios, esquecem-se os apelidos, deixam-se para trás os números de quem andou no colégio militar ou as alcunhas que foram atribuídas na recruta ou na Universidade. Surge então uma nova moda à luz dos Blogs, a moda das iniciais. Eu explico:
Eu, JMC em amena troca de e-mails com o FMS, colega de profissão do LTN e de lides blogosféricas do DBH, FA, JV e MBF, falávamos do Jaime Nogueira Pinto, que ele apelidou de JNP!
Presumo que seja pai em conjunto com MJNP do ENP "co-postador" do Acidental de PPM.
Acabaram-se os Advolinos a partir de agora, nomes estranhos só XPTO!
|| JMC - João Maria Condeixa, 20:56 || link || (0) Comentários |

Sugestão do dia...

Silva entra no restaurante para almoçar à pressa durante a curta hora de intervalo de que dispõe, tentando assim chegar a tempo ao seu motivante emprego nas finanças:
- Então o que temos p’ra hoje?
- Para hoje sugiro o Governo à la PS...
- Hummm...à la PS? Olha, agora estamos armados em finos…e isso leva o quê?
- Não sei bem, mas posso perguntar ao chefe...Ó Louçã, como é que é o prato do dia?
- Ó pá, isso não tem nada que se lhe diga...A base do refugado é igual ao governo anterior, se bem que para vender mais, chamamos-lhe estrugido. Entretanto tivemos a carne a marinar durante horas a fio...juntamo-la ao estrugido e colocamos um bocado de açafrão da esquerda para disfarçar o intenso sabor a direita e ao anterior governo. Vai a lume brando e colocas pimenta BE q.b.! Não pode ser à descarada senão acusam-te de colocares a carne refém da pimenta...
Para mudar nalgumas coisas e dar um ar de nouvelle cuisine, acompanhas com uniões de alface e beterraba (nada de tomates), liberalizas uns pózinhos por cima da carne e juntas uns referendos forçados!
Dás-lhe um choque tecnológico de micro-ondas e ‘tá pronto a servir...
- Epá, deixa lá, parecido com isso comi eu ontem e deu-me um bocado de azia. Com esses ingredientes novos ainda apanho uma intoxicação...
|| JMC - João Maria Condeixa, 15:33 || link || (1) Comentários |

domingo, maio 15, 2005

Post à moda do Expresso...

Se há semanas cansativas, esta foi uma delas....
Só por isso reduzi substancialmente as novidades aqui no "Axónios", embora tenha plena consciência que esse facto me vai baixar a média diária de visitantes quando chegar o relatório da Bravenet!
Ainda assim relembro alguns acontecimentos passados esta semana:
Passou mais uma semana e o governo não mexeu uma palha, em compensação, o executivo anterior mexeu sobreiros!
No futebol o Benfica marcou um golo...e os benfiquistas regozijam de alegria com esse caso único!
Na Blogosfera, o No Quinto dos Impérios festejou dois anos de vida e apesar de não me passarem cartucho, eu dou-lhes os parabéns atrasados!
Nas relações internacionais sabe-se agora que Freitas do Amaral, baseando-se no caso que estreitou relações com o Dubai, vai passar a fumar uns canhões nas negociações além fronteiras! Sinceramente, achava que ele já tinha a cabeça amolecida o suficiente, mas então...
Para finalizar, na política, o governo manteve-se inactivo e a blogosfera logicamente ressente-se...
Ah, e este post é à moda do expresso porque tudo já se deu e eu teimo em fingir que no fundo existem novidades...
|| JMC - João Maria Condeixa, 22:47 || link || (1) Comentários |

sexta-feira, maio 06, 2005

Candidatos


Para aqueles que temiam que o CDS de Évora apresentasse um candidato em conjunto com o PSD para a CME e que essa figura fosse a do Deputado ou Fadista, Nuno da Câmara Pereira, desfaçam-se os receios e regozijem com uma candidatura bem mais credível por parte dos democratas-cristãos. A da Dra. Mariana Cascais, ex-secretária de Estado da Educação e Professora da Universidade de Évora. A título de curiosidade, é mestre em Sociologia Rural e Urbana, tese que certamente se mostrará bastante adequada para uma cidade como a de Évora.
Para o lugar da Assembleia Municipal, também um nome bastante conhecido é adiantado. O de Artur Fouto, professor do ensino secundário, cronista da Rádio Diana, activista político sempre inflamatório e personalidade que considero muitíssimo adequada para colocar os pontos nos “is” dentro da dita Assembleia.
|| JMC - João Maria Condeixa, 12:11 || link || (0) Comentários |

quinta-feira, maio 05, 2005

banco alimentar contra a fome


banco alimentar contra a fome

precisa de voluntários
nos dias 7 e 8 de maio de 2005, disponíveis para fazer turnos de 2 a 3 horas, à porta de supermercados, em Évora


contactos: João Maria Condeixa 91 466 12 95 / 96 93 94 117
banco alimentar contra a fome de évora - tel: 266 771 432
|| JMC - João Maria Condeixa, 12:53 || link || (1) Comentários |

domingo, maio 01, 2005

Erosão - Resultados a longo prazo


Para aqueles que choram, e bem, a falta de água que se faz sentir pelo país, deixo um pouco das minhas preocupações técnicas. Deixo-as hoje pois tive uma pequena esperança que viesse uma trovoada de Maio e vertesse alguma água, mas não...a seca continua!
E os resultados? Esses se agora já se fazem sentir, lá para Setembro/Outubro, quando as reservas - as nossas e as dos países mais próximos- tiverem findado, serão insuportavelmente gravosos. E já se sabe, em termos económicos demorarão um pouco mais a aparecer, mas prolongar-se-ão até data indefinida.
Mas o que a longo prazo é importante e ainda não foi falado é a erosão dos solos:
Como sabem no ano passado com os fogos, muito do estrato arbustivo e arbóreo que saiu de cena, não teve ainda – nem terá tão cedo- tempo para recuperar, sendo que se aguentou apenas o herbáceo. No entanto e com o ano sem água que se faz sentir, também este foi hipotecado, deixando por completo a terra despida ao sabor dos efeitos climatéricos. Os ventos, os animais, as mobilizações de solos, as águas, irão varrer muita da qualidade dos nossos solos, pois não têm tapete, nem raízes, que os impeçam. Assim, não só não crescerá alimento nos nossos solos para os nossos animais, como também assistiremos à deterioração deste recurso.E com o verão a aproximar-se e consigo mais fogos, sem que haja água para os apagar, eu não quero sequer pensar em que ciclo iremos entrar. Mas isto sou eu a pensar longe, muito longe...tão longe que parece não preocupar ninguém!
|| JMC - João Maria Condeixa, 20:09 || link || (0) Comentários |

Inovação tecnológica

Graças ao António Costa Amaral do AAF deu-se o avanço tecnológico que permitirá melhorar o Axónios Gastos...
Realmente de todas as ferramentas que ele me aconselhou, a mais imprescindível foi a pachorra!
Por isso aproveitem este novo recomeçar que não é mais que uma nova, Alvorada (Assim falou Zaratrusta) de Richard Strauss
P.S. - AA, a minha busca foi mais fácil no altavista, pois tem uma secção só para áudio. É um pequeno conselho, caso ainda não tenhas experimentado!
|| JMC - João Maria Condeixa, 17:51 || link || (1) Comentários |
Site Meter BlogRating