Axónios Gastos - fibras condutoras ou prolongamentos de neurónios que se encontram já consumidos.

domingo, janeiro 29, 2006

Também tenho "momento intimista do dia"

"Cai neve em Nova Iorque", também cai no meu jardim. Estou a viver em Évora e a neve nunca bateu assim...fui ver: era um Inverno "à intiga"!
|| JMC - João Maria Condeixa, 14:13 || link || (1) Comentários |

sexta-feira, janeiro 27, 2006

Depois queixam-se de perder eleições...

Está a tornar-se um hábito a minha discordância com Vital Moreira! Este seu mau perder aliado a uma visão cega Soarista, levam-no a analisar umas presidenciais que, quanto a mim, não foram nada ditadas pelas variáveis que ele apresenta. Ódio a Cavaco, recalcamento com Alegre e uma excessiva admiração por Soares, brumam-lhe a vista!
|| JMC - João Maria Condeixa, 17:27 || link || (0) Comentários |

quinta-feira, janeiro 26, 2006

Parece-me bem...

E não é que, quando já me chamavam tendencioso, o governo avança com uma medida que eu posso aplaudir...
Andaram a puxar cordelinhos! Muito bem...
Ainda assim continuo as palmas só após a sua implementação, se não se importarem...
|| JMC - João Maria Condeixa, 21:36 || link || (1) Comentários |

segunda-feira, janeiro 23, 2006

Desejos do próximo natal

Meu menino Jesus, gostava de ver mais umas "Anas" Gomes no Partido Socialista...
|| JMC - João Maria Condeixa, 22:53 || link || (1) Comentários |

Vital Moreira não sabe perder?

Temos mais um Louçã cá na terra? Este também nunca perde!Mais um pouco e dizia-me que o propósito da candidatura de Soares era atingir os resultados que atingiu...E já agora a culpa da divisão não era de Soares? Alegre não avançou primeiro?
|| JMC - João Maria Condeixa, 22:45 || link || (0) Comentários |

Nova designação...

Ontem o CCB mudou de Centro Cultural de Belém para Cavaco Conquista Belém!
Piada cá da casa...
|| JMC - João Maria Condeixa, 22:25 || link || (0) Comentários |

Nota de rodapé...ou quase!

Uma ligeira chamada de atenção para o post que resulta de um desafio proposto e que está depois dos posts relativos às presidenciais. Só para não dizerem que não respondi...
|| JMC - João Maria Condeixa, 02:08 || link || (8) Comentários |

domingo, janeiro 22, 2006

Acompanhando as presidenciais XIV

Cavaco diz tal como Rute Marlene:
"Quero ser e serei, coração, coração sem dono!"
|| JMC - João Maria Condeixa, 22:12 || link || (0) Comentários |

Acompanhando as presidenciais XIII

E como não chegou durante a campanha, Sócrates corta Alegre!
|| JMC - João Maria Condeixa, 22:10 || link || (3) Comentários |

Acompanhando as presidenciais XII

É impressão minha ou Jerónimo de Sousa conseguiu propositadamente bloquear Marques Mendes nas televisões?
P.S.- Cavaco acaba de cortar Jerónimo! Que ninguém se meta com o seu menino!
|| JMC - João Maria Condeixa, 21:50 || link || (0) Comentários |

Acompanhando as presidenciais XI

Para variar Louçã plagia mais um termo para si: Solidariedade!
Solídária foi a esquerda que se afundou toda no mesmo barco!
|| JMC - João Maria Condeixa, 21:47 || link || (0) Comentários |

Acompanhando as presidenciais X

Joana Amaral Dias nos tempos de Coimbra foi monárquica. Será que após esta derrota voltará à sua juventude?
|| JMC - João Maria Condeixa, 21:43 || link || (0) Comentários |

Acompanhamento das presidencias IX

O mp3, ficou mudo! Eu tenho um ipod...a Macintosh sempre teve como característica a fiabilidade!
|| JMC - João Maria Condeixa, 21:34 || link || (2) Comentários |

Acompanhando as presidencias VIII

Expectantes estamos todos nós quanto ao uso que Manuel Alegre dará a esta vitória sobre o partido socialista!
Terá servido apenas para historicamente rebentar com o feudo soarista, ou poderá ir mais além e reformular governos, reformular partidos, reformular inclusive a constituição?(ainda que nesta última não seja a que eu desejo)
|| JMC - João Maria Condeixa, 21:20 || link || (0) Comentários |

Acompanhando as presidenciais VII

Não me atirem poeira para os olhos:
A abstenção nunca pode ser apontada como "culpada" da vitória de Cavaco. Sempre foi mais próxima da direita do que da esquerda, pelo que, quanto muito, aumentaria a margem a Cavaco!
|| JMC - João Maria Condeixa, 21:10 || link || (0) Comentários |

Acompanhando as presidencias VI

E como que um palhaço* a saltar de dentro de um baú, surgem as primeiras bandeiras "independentes" do PSD.

* atenção: sem duplo sentido!
|| JMC - João Maria Condeixa, 21:00 || link || (0) Comentários |

Acompanhando as presidenciais V

Não há dúvida que a caneta é a espada de um escritor, neste caso, de um poeta. Serviu para ferir o orgulho de Soares, serviu para esbofetear a máquina socialista, serviu para permitir uma primeira "presidência à direita", serviu para terminar com o reinado da família Soares, serviu para manter o nível de intervenções à esquerda durante a campanha eleitoral e serviu como exemplo de cidadania!
|| JMC - João Maria Condeixa, 20:26 || link || (0) Comentários |

Acompanhando as presidenciais IV

Severiano Teixeira vem dizer que Mário Soares respeita a vontade soberana dos portugueses:
Mas tinha outro remédio?
Até em Évora Soares ficou em 4º lugar, o que quer dizer que numa câmara socialista, onde o eleitorado é francamente de esquerda, existiu uma franca divisão dos votos socialistas entre Alegre e Cavaco...Quer isto dizer que os votos não estão assim tão fidelizados quanto os socialistas eborenses desejavam...Cuidado!
|| JMC - João Maria Condeixa, 20:11 || link || (0) Comentários |

Acompanhando as presidenciais III

Explosão de alegria: Não tenho de votar uma segunda vez em Cavaco Silva!
Uma vez foi pena suficiente....
|| JMC - João Maria Condeixa, 20:00 || link || (0) Comentários |

Acompanhando as presidenciais II

Francisco Louçã votou às 11.15h no Coração de Jesus...estranha conversão! Ouvi dizer que é comum nos últimos momentos...
|| JMC - João Maria Condeixa, 19:39 || link || (0) Comentários |

Acompanhando as presidenciais I

Hoje Portugal despede-se da sua primeira dama, Maria José Rita!
|| JMC - João Maria Condeixa, 19:30 || link || (1) Comentários |

3 pontos curtos

Realmente, tempo é coisa que não tenho tido para me inteirar do assunto que adiante vou tratar, no entanto há sempre dois ou três pontos que se podem focar:

1) As eleições para os órgãos sociais da Universidade de Évora foram alvo de agendamento para nova ida às urnas, justificado pelo método eleitoral não ser o adequado.
Também eu discordo totalmente do método (embora seja o habitual) e compreendo os problemas que pode gerar, no entanto, sabendo que daí não advinha grande diferença nos resultados, advertia para que em próximos momentos não se repetisse a sua utilização, mas não solicitava novas eleições. Quanto mais não fosse para não levar outra derrota...

2) Com novas eleições marcadas e na posição de lista vencedora, ainda para mais com esmagadora maioria, jamais colocaria uma providência cautelar para anular o despacho do Reitor. Ainda para mais sabendo que tal mecanismo desencadearia uma paralisação da Universidade com custos elevadíssimos. Sabendo isso, tendo confiança e consciência tranquila quanto aos resultados, iria, magnânimo, novamente a votos. Infelizmente, o prato servido frio, não permitiu tal descernimento...

3) Quanto às eleições para a reitoria, agora que julgo tudo normalizado, posso debruçar-me sobre o assunto. Tal como nas presidenciais, não tenho nenhum candidato “meu”. Gostava, bastante, de ver uma terceira alternativa. Uma que acreditasse no rigor, na competitividade, na necessidade de projecção, no aumento de credibilidade, no aumento da responsabilidade docente (A UÉ sofre mais desta do que da discente), no aumento da exigência sobre a actividade cientifica e de investigação, enfim, numa candidatura que vestisse realmente a camisola da UÉ!
Por tudo isto, conhecendo o facilitismo, apanágio de Jorge Araújo, não lhe daria o meu apoio, nem o meu voto! Não conhecendo o suficiente, quer das ideias, quer da pessoa, que é Carlos Braumann, o problema manter-se-ia.
Teria de aguardar por um D.Sebastião ou votar no mal menor...

P.S. Sem dúvida que as eleições para a reitoria da Universidade de Évora têm muito em comum com as presidenciais!
|| JMC - João Maria Condeixa, 00:35 || link || (4) Comentários |

sexta-feira, janeiro 20, 2006

A césar, o que é de césar...e não de sócrates!

Sócrates tenta parar de peito uma bola que não é sua, quando podia deixar para outros a marcação de um golo que tanta falta faz a Portugal, sobretudo vindo de certos jogadores, como é o caso!

Quer isto dizer que os louros não são de sócrates, mas sim dos trabalhadores da AutoEuropa que, conscientes da mais valia que é a fábrica para si e para Portugal, demonstraram toda uma maturidade negocial, possibilitando assim uma nova aposta por parte da VolksWagen!

E Sócrates em vez de incentivar a que mais trabalhadores tivessem essa atitude, uma vez que muitas vezes, nas alturas difíceis das empresas são os próprios trabalhadores que causam ainda mais entraves, tenta assumir protagonismo e roubar os louros. Ainda por cima utilizando a "confiança na economia", quando dias antes, assumiu que não garantia certezas quanto ao cumprimento do défice!

|| JMC - João Maria Condeixa, 18:30 || link || (2) Comentários |

domingo, janeiro 15, 2006

Cereais de santa ingrácia

É impressão minha, ou quer esta portaria dizer, que a 18 de Novembro os cereais de intervenção pedidos em plena seca, só não tinham chegado, como ainda se discutia a sua recepção?
É este o estado do nosso governo? Celeridade e eficiência não lhes falta...
Quando os cereais chegarem, devem ter deixado de ser grão de gramíneas, para serem leveduras e bolores...
|| JMC - João Maria Condeixa, 02:56 || link || (6) Comentários |

sábado, janeiro 14, 2006

I've got mail...

Chegou via e-mail, mais um artigo de Ricardo Freixial que não viu espaço para publicação fora da blogosfera:
PARA O “MONARCA”? NÃO HÁ PACIÊNCIA...!
E JÁ AGORA...UMAS PERGUNTINHAS TAMBÉM!
As qualidades pessoais serão sempre importantes para qualquer desempenho de cidadania incluindo naturalmente para o de Presidente da República. Assim, não bastará para dormirmos descansados, ter “um amigo na Presidência”. É um facto!
Mário Soares, que não considero fixe, e muito menos “fixíssimo” (que exagero...!), não me fazendo naturalmente vibrar (pudera que fizesse...!), nem com as suas palavras e muito menos com o seu olhar, é no entanto tragado por alguns.
Pelo seu passado, pelos componentes do seu perfil e até mesmo pela sua idade será seguramente um “osso” e “carne” difícil de roer, mas considerá-lo impróprio para consumo ou intragável seria pouco elegante. De facto, facilmente se encontram outros adjectivos que melhor o classificam...
A sua candidatura dá no entanto oportunidade a algumas questões:
Por que é que, não sendo Mário Soares naturalmente um “gentleman” ( nem no vestir, nem no penteado, nem no porte pouco atlético, nem na educação e boas maneiras e muito menos na verticalidade das suas posições), ainda há quem confie no seu rechonchudo rosto?
Por que é que, perante Mário Soares falando muito, dizendo nada (ou tudo?), sendo pouco racional e esquentando à primeira contrariedade, não se importando nada em ser deselegante, quantas vezes roçando a ofensa pessoal e a boçalidade, ainda há quem obsessivamente tente impor a sua imagem?
Por que é que, não sendo Mário Soares naturalmente um bom gestor, alguns tentam fazer passar a ideia que os seus discursos transmitem substância capaz de solucionar os problemas do país?
Por que é que, não sendo Mário Soares naturalmente um técnico experimentado, alguns nos querem fazer acreditar nas ideias que brotam desaustinadamente do confuso labirinto do seu envelhecimento?
Será porque, não tendo sido Mário Soares um bom Primeiro Ministro e tendo cumprido dois mandatos como Presidente da República, que eu não consigo sequer imaginar como seria tê-lo de novo refastelado no Palácio de Belém?
Ou será por não ter mais paciência para voltar a ver faustosamente instalado em Belém, o “Presidente-Rei” com toda a sua “corte”, “bobos”, “cronistas do reino” e tudo o resto, que eu pressinto que o “Velhote”, com o qual não me identifico de maneira nenhuma (quanto mais ás mil...), não terá sequer que disputar a segunda volta porque perderá logo na primeira?
Tenho naturalmente, respostas para estas perguntas. Os senhores leitores terão também as suas, quiçá diferentes. Por isso, eu não intuo. Ou seja, não serei atrevido ao ponto de expressar visões beatíficas. O povo, esse saberá analisar as palavras e entender os corações ou as acções, muito mais que os rostos, porque segundo a sabedoria popular “quem vê caras não vê corações” e escolher de entre os candidatos, aquele que no seu entender melhor se identifica com a Nação. Tudo isto claro, após a exibição do típico manguito aos “Diáconos Remédios” quais caciques da nova vaga, que lhes querem descaradamente fazer as ideias.
Ricardo Freixial, “fixíssimo” também.
|| JMC - João Maria Condeixa, 12:12 || link || (0) Comentários |

Insanidade da Qualidade

A Arte da Fuga que permita que eu humildemente contribua para este post e que plagie o seu titulo.

Isto porque se o “princípio de um pesadelo burocrático de dimensões imprevistas e de consequências muito perigosas” (a busca da qualidade), foi gerado pela mentalidade militar, não é menos verdade, que a conquista espacial foi o seu motor de desenvolvimento e principal meio de projecção.

Em 1959, a NASA, sob a necessidade de garantir alimentos 100% seguros para os seus astronautas, adjudica à empresa Pillsbury a criação do sistema HACCP (Hazard Analisys and Control of Critical Points). Condicionados pela falta de espaço de armazenamento e pela necessidade de evitar a todo o custo a degradação do bem-estar físico (não falando no psicológico) dos seus astronautas, a NASA exigiu um sistema que conseguisse apresentar produtos com zero defeitos. Assim surge o HACCP.

Hoje, este sistema, extrapolou as suas funções iniciais, pois permitiu, através de si, sonhar com a “Qualidade Total”, isto é, a qualidade a todos os níveis de qualquer empresa, incluindo as que não tratam bens alimentares.

Assim, o tal pesadelo que o António Costa Amaral fala, agrava-se. Pois se almejando a qualidade alimentar, o estado leva à eliminação do auto-controlo e ultimamente à imposição de galheteiros invioláveis (que eu nem desgosto da ideia), quando passar a desejar a “qualidade total”, obrigará as empresas a apresentarem, todas elas, resultados satisfatórios, eliminando a livre-concorrência (pelo menos nos seus princípios) e o funcionamento de mercado, enquanto agente de equilíbrio (já esta ideia até desgosto).
Será então a qualidade um fantasma do futuro para os liberais?
Deverá ser combatida? Reprogramada?

Um pormenor é certo. Pode ser ou não, a qualidade, uma justificação para o Estado fomentar “certos negócios” a privados? Estou certo que sim. Faz-me lembrar, embora ligeiramente diferente, a legislação referente ao uso obrigatório de coletes de sinalização.
|| JMC - João Maria Condeixa, 02:00 || link || (1) Comentários |

segunda-feira, janeiro 09, 2006

O meu humilde contributo....

Com tanto liberalismo espalhado pelo ar da blogosfera, uns expiram Hayek e Tocqueville enquanto outros inspiram Berlin e Friedman, tentando quase trocar fluídos para ver se o movimento ganha mais força por terras lusitanas. Para ajudar esses senhores que insistentemente tentam criar um espaço que lhes permita dentro de alguns anos serem tratados pelas enciclopédias, como o grupo intelectual, neste caso liberal, do séc. XXI, aqui deixo um rebuçado:
É que parece que a alguns lhes vão faltando autores!
|| JMC - João Maria Condeixa, 22:52 || link || (3) Comentários |

sábado, janeiro 07, 2006

Esta é à braveheart

Caso o inoportuno e amigo hacker, que me conseguiu obrigar a gastar algumas horas para me ver livre dele, esteja a ler estas linhas, apenas posso dizer:

FREEDOM!
Se eu fosse do PCP tinha já feito uma declaração acerca das opressões à liberdade de expressão, sobre a afronta aos direitos consagrados na constituição e ainda tinha espaço para incluir umas ideias sobre os interesses instalados que não querem ver as suas regalias alteradas nem questionadas!

Mas isto da direita dominar a blogosfera tem esse problema:

Sempre que algum engraçado nos tenta privar de postar, apenas nos limitamos a considerá-lo um terroristazinho "armado ao parvo" e nunca partimos para a agressão sindicalizada!Já era tempo de existir um sindicato dos bloggers portugueses! Esquerda uni-vos e ganhai espaço...pois isto assim arrefece...
Cumprimentos de quem fez hoje um 74
|| JMC - João Maria Condeixa, 02:50 || link || (2) Comentários |

sexta-feira, janeiro 06, 2006

Desejos de 2006 a não concretizar

Segundo as últimas sondagens, Cavaco vence na primeira volta com 60% dos votos!
No voto há sempre uma componente pessoal. Sei que tacticamente seria péssimo que Cavaco fosse a uma segunda volta. Mas pessoalmente nada me dava mais gozo do que ver Soares a ceder os seus votos a Alegre!
|| JMC - João Maria Condeixa, 23:56 || link || (1) Comentários |

terça-feira, janeiro 03, 2006

(Sem) Energia...

Tanto para "copiar" e tão pouco jeito para o fazer. Será este um fatídico destino português?
Em vez de analisarmos e aplicarmos a celeridade que a nossa vizinha Espanha apresenta nas tomadas de decisão, na constituição de empresas, no rigor e cumprimento de prazos e orçamentos, optamos por ceder espaço à nossa soberania, ao nosso poder de decisão e permeabilizar inclusive a desvios de mercado causados pela possibilidade que um agente concorrente tem ao possuir cota da empresa com quem rivaliza!
Ninguém estranha esta falta de estratégia? Ninguém estranha que um antigo ministro do executivo de Guterres, Pina Moura, em parte responsável pela queda económica do nosso país, esteja agora a representar interesses espanhóis? Ninguém estranha que ele já na altura tivesse essa jogada na manga? Niguém estranha que empresários concorrentes tenham a possibilidade de conhecer a estratégia da EDP?
Se continuarmos com esta falta de "energia", o mais certo é não virmos a estranhar quando Espanha fizer a Portugal, o que a Rússia está no momento a fazer à Ucrânia...
Devem querer um banho de água fria!
|| JMC - João Maria Condeixa, 20:24 || link || (3) Comentários |

segunda-feira, janeiro 02, 2006

Não desmontaram brinquedos?

Ao que parece, há muita rapaziada por aí que quando tinha os seus seis anos não desmontou brinquedos para ter o prazer de ver o que lhes ia "na alma". Pois agora, saídos dessa tenra idade armam-se em "hackers" e tentam tirar as "pilhas" aos brinquedos dos outros. É o que se passa com este blog...
Desde a semana passada que tenho um engraçadinho a brincar com e no meu computador. Invadiu a minha máquina e a única coisa interessante que arranjou para fazer, foi impedir-me de postar. Agora, para fazer tal coisa recorro a outros pcs.
Triste figuras a quem Deus não lhes deu nada para brincar!
Não deixem de aparecer, pois quando me livrar dele ficarão a saber e iremos juntos comemorar a reconquista ao mouros!
|| JMC - João Maria Condeixa, 22:28 || link || (0) Comentários |
Site Meter BlogRating